EnglishPortugueseSpanish

Rua Genebra, 181
Bloco 6
Colombo-PR - 83413-340

(41) 3621-0008
(41) 3621-2026
(41) 3014-4054

(41) 9 8448-5400

7 Desafios do Transporte

compartilhar este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Quais desafios no transporte de carga pesada?

Parece ironia começar com essa informação, mas, de acordo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), o Brasil possui uma malha rodoviária de 1,7 milhão de quilômetros, sendo apenas 210 mil deles pavimentados. Os números deixam claro que nossa malha viária é de baixa qualidade e não vai ao encontro das necessidades logísticas de um país com dimensões continentais.

Isso mostra que o desafio enfrentado hoje pelas transportadoras brasileiras supera a oferta de tecnologias. Por isso é importante que a transportadora seja mais que um prestador de serviço, seja um parceiro de negócios. Você deve procurar contar com uma empresa séria e eficiente, pois só assim a carga chegará ao destino com total segurança garantindo o sucesso de seu transporte de cargas.

Abaixo vamos listar alguns desafios no transporte de carga pesada. E fica a dica: se a empresa não se preocupar com esses fatores, caia fora, porque você vai ter problemas.

1 – Logística

Realizar o transporte de carga pesada vai muito além de colocar o produto em cima da carreta e chegar no destino final, pois são diversos os fatores que garantem que a carga transportada seja entregue sem avaria.

O planejamento acontece muitas vezes antes da fabricação da carga. É necessário conhecer as rodovias envolvidas do projeto e os trajetos e possuir uma equipe de campo que se desloca fisicamente da origem ao destino, identificando todos os impedimentos ao longo do trecho, mapeando rotas alternativas e suportes necessários à perfeita execução do transporte.

A Belocal é usada como case de sucesso da Tork Transportes quando falamos de logística.  Na ocasião foi realizado o transporte de máquinas e equipamentos para a expansão de uma mineradora em Arcos, em Minas Gerais. A Tork utilizou o transporte rodoviário convencional e especial. Disponibilizaram os trucks carga seca, as carretas convencionais e os bitrucks carga seca. Para cargas excedente foram emitidas AETs (Autorização especial de transito). Os veículos saíram de Colombo-PR, Barueri-SP, Jaraguá do Sul-SC, Itajaí-SC e Campos Novos-SC.

Gabriel Ramos, diretor Comercial da Tork Transportes, explica que é analisado os melhores itinerários em um trajeto documentado, onde é selecionado os equipamentos mais adequados de modo a apresentar a melhor solução em termos de custo/benefício para o cliente. Só assim para realizar uma logística adequada.

2 – Transporte

 

Se preocupar com o transporte de carga pesada como um todo é um fator primordial para o sucesso do trabalho a ser realizado. A começar pela acomodação, o produto a ser transportado têm de ser cuidadosamente fixado e amarrado nos caminhões. O peso também deve ser bem distribuído entre os eixos dos caminhões. São fatores de grande importância para o sucesso do transporte. A irregularidade da carga, principalmente na questão do peso, traz um problema adicional: geralmente os postos de pesagem e balanças em autoestradas são inimigos do transportador.

Tork fornece carretas extensíveis e pranchas com dois à seis eixos, pivotadas e pneumáticas para cargas de até 80 toneladas. Um case de sucesso que mostra essa eficiência foi realizado com a Odebrecht. Na ocasião foram transportados máquinas e equipamentos para a expansão de uma unidade destinada a aproveitamento de resíduos. Foi utilizado o transporte rodoviário convencional, transporte especial e a movimentação de cargas. Os equipamentos e maquinários saíram de Campos Novos-SC, Blumenau-SC e Diadema-SP com destino a Camaçari, na Bahia.

“A operação foi realizada em 90 dias e foram utilizados cerca de 15 conjuntos transportadores entre trucks carga secacarretas carga seca e pranchas rebaixadas. Foram percorridos mais de 40 mil km transportando equipamentos pesados e extra dimensionados”, lembra Ramos.

3 – Segurança

O que todo cliente deseja ao solicitar um serviço de transporte de carga, é que seu produto chegue no momento certo e sem a perda de sua qualidade, mas infelizmente não se pode prever os problemas que ocorrem no processo até a entrega do produto, por isso se faz necessário estar atento as medidas preventivas e corretivas para garantir o melhor serviço ao consumidor.

Dentre as causas de falhas na segurança no transporte estão: falta de capacitação ou treinamento do motorista, infraestrutura precária das rodovias brasileiras, jornada de trabalho excessiva, frota defasada, falta de manutenção, falha ou falta de roteirização do percurso e excesso de peso da carga.

Apesar das dificuldades e enormes desafios que a rede rodoviária no Brasil muitas vezes apresenta, estar preparado para apresentar soluções para qualquer tipo de carga e equipamento pesado, independentemente da sua dimensão ou peso, é fundamental.

4 – Prestação de serviço com excelência

Uma das medidas a ser adotada seria uma inspeção realizada pelo motorista antes de realizar o transporte, utilizando de um check-list. Em uma das modalidades de atendimento aos clientes, a Tork mantém uma base de dados de prestadores de serviços em todo território nacional, sendo que estes prestadores são certificados junto a Tork e órgãos reguladores especializados.

“Nesta forma de trabalho, o próprio dono do caminhão estará zelando pelo equipamento e pela carga, o que diferencia de outras empresas. Com isso a Tork consegue identificar o melhor equipamento em qualquer região geográfica, garantindo assim eficiência e redução de custos”, analisa Ramos.

5 – Gerenciamento de riscos

A complexidade da malha logística brasileira, bem como o aumento da criminalidade nas estradas faz com que o investimento em Gerenciamento de Riscos no transporte de cargas seja fundamental para a continuidade dos negócios.

A matriz de transporte no Brasil é demasiadamente concentrada no modal rodoviário, afinal, de tudo que é transportado, cerca de 60% são por rodovia. Sabemos da complexidade do transporte rodoviário no Brasil, por isso a importância de uma empresa especializado para a realização desse trabalho.

 

 

Amarração de Cargas: a escolha do tipo correto de veículo e o acondicionamento da carga, tendo em conta as forças envolvidas no transporte, são de fundamental importância. A distribuição correta da carga evita multas por excesso, garante o equilíbrio adequado do conjunto, prevenindo acidentes e desgaste prematuro de componentes. É possível obter economias importantes se existir um planejamento adequado da estiva e da fixação da carga.

6 – Seguro de carga

Saber quem e como acontecerá o seu transporte é um requisito básico que a transportadora precisa detalhar ao criar toda logística da sua carga. A transportadora precisa analisar os melhores itinerários em um trajeto documentado, proporcionando segurança durante todo o percurso. Além disso, aprovisiona os equipamentos mais adequados de modo a apresentar a melhor solução em termos de custo/benefício para o cliente.

Tork oferece aos clientes uma ampla cobertura de seguros – RCTR-C, bem como seguro adicional de carga e descarga para tranquilidade e confiança em nossos serviços. Os veículos agregados são equipados com rastreadores de última geração. Assim é possível acompanhar em tempo real a trajetória da carga transportada integrando tecnologia às exigências do mercado.

7 – Fator humano

O mercado logístico é mais associado a recursos físicos, seja de equipamentos, como caminhões e guindastes, seja de infraestrutura, rodovias, ferrovias, pontes, portos, etc. Embora eles sejam fundamentais, de nada adiantam sem a inteligência e operação humana, pois a criatividade supera obstáculos.

Em outras palavras, mesmo no mercado logístico o fator humano é fundamental para o sucesso do negócio. Isso até pode parecer óbvio, mas ainda são comuns longas jornadas, baixa sistematização e formalização do setor e até um certo descrédito por não ser uma atividade fim.

Ao contatar uma transportadora procure conhecer os funcionários e representantes da empresa. Analise desde o atendimento no site até o comportamento em reuniões. Um detalhe importante é conhecer o perfil do motorista. Uma dica nesse caso, consulte com a transportadora se o profissional teve seu perfil analisado previamente. Só assim para oferecer segurança no transporte de carga.

A transportadora precisa realizar uma série de processos para disponibilizar à empresa contratante o melhor perfil do profissional motorista, os equipamentos ideais verificando condições dos mesmos sendo próprios ou agregados, melhor roteirização, permitindo uma melhor gestão dos limites de risco aceitáveis. A empresa precisa te auxiliar com especialistas para analisar suas necessidades e responder rapidamente com a melhor solução.

Espero que as dicas te ajudem na hora de escolher a transportadora ideal. Não deixe sua carga com quem não entende do assunto. Faça uma pesquisa sobre a empresa, detalhe o orçamento e converse com os especialistas da transportadora para sanar todas suas dúvidas antes de fechar o negócio.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba atualizações e novidades.

Mais artigos

Quer o melhor transporte para seus equipamentos?

Entre em contato e saiba mais.

× Fale com um especialista pelo WhatsApp

fique atualizado
& receba nosso conteúdo